Inúmeras são as dificuldades encontradas pelas empresas para melhorar seus processos produtivos. Diante de prioridades muitas vezes conflitantes, realizar o sequenciamento de produção pode ser um grande desafio.

Uma boa gestão de produção deve fazer uso de ferramentas eficientes que ofereçam meios para identificar, analisar e melhorar os parâmetros de produção e de processo.

Neste post, explicamos com mais detalhes o que é o sequenciamento de produção e qual a sua importância. Para completar, apresentamos ainda as cinco principais regras de sequenciamento de produção. Vamos lá?

O que é o sequenciamento de produção?

O sequenciamento de produção (scheduling), também chamado de agendamento, busca identificar os meios mais eficientes de organizar o sistema de produção nas máquinas, a fim de realizar todos os procedimentos sem atrasos e com qualidade.

De maneira simplista, o sequenciamento busca definir as prioridades (ordem) segundo as quais as atividades devem ocorrer em um sistema de operações, buscando atingir ao máximo os objetivos de desempenho.

Qual a importância do sequenciamento de produção?

Com o sequenciamento de produção, o planejamento das operações passa a ser realizado conforme os objetivos planejados, com alta eficiência operacional, para que os resultados sejam alcançados.

O uso do apontamento eletrônico tem sido a grande solução no que se refere a otimizar o tempo de trabalho, aumentar a produtividade e reduzir custos operacionais. Por meio dessa ferramenta, é possível registrar os dados instalados em um smartphone e acompanhar em tempo real detalhes da execução das tarefas, desde o início até o final.

Com os dados do apontamento eletrônico, é possível estabelecer um sequenciamento de produção eficiente e que reflita a situação real do dia a dia operacional da empresa, como orçamento, prazos, características de trabalho, entre outros.

Quais as principais regras de sequenciamento?

As regras de sequenciamento de produção servem para determinar a ordem que as operações serão executadas. Com a sequência determinada, é possível definir a data e a hora das operações, conforme alguns parâmetros.

Vejamos as três principais regras de sequenciamento de produção. Confira!

1. FIFO (First In, First Out)

A lógica da regra FIFO é que a primeira tarefa que é executada no sistema deve ser a primeira a sair. Ou seja, as tarefas devem ser realizadas, de acordo com a ordem de chegada.

Essa regra minimiza o tempo de execução e a perda de tempo, já que reduz a permanência das tarefas na máquina ou no próprio ambiente de produção.

2. LIFO (Last In, First Out)

Diferentemente da regra FIFO, a LIFO diz respeito às últimas tarefas que entram no sistema de produção, que devem ser as primeiras a serem executadas e entregues.

No entanto, é importante destacar que essa regra é pouco utilizada, já que reduz a confiabilidade e rapidez de entrega. Além disso, não tem uma sequência lógica em termos de qualidade, custo e flexibilidade.

3. EDD (Earliest Due Date)

A regra EDD é dada em razão das tarefas mais urgentes, que demandam uma maior prioridade no sistema produtivo devido ao prazo de entrega.

A grande vantagem de utilizar a regra EDD é reduzir o prazo de entrega e atender com maior eficiência. 

4. SPT (Shortest Processing Time)

O princípio básico na regra SPT é atender a demanda em razão do menor tempo de processamento possível. Ou seja, a execução das tarefas é realizada em escala decrescente de tempo.

A vantagem aqui é a redução dos gargalos produtivos, que muitas vezes ocasionam problemas de atrasos e filas, e o consequente aumento do fluxo.

5. DLS (Dynamic Least Slack)

O princípio básico dessa regra é a relação entre a data em que a entrega foi acordada e o tempo total restante de processamento. De maneira geral, a DLS prioriza as tarefas mais urgentes, visando reduzir atrasos de entrega.

Conhecer as regras de sequenciamento de produção possibilita otimizar as tarefas do dia a dia e identificar possíveis gargalos que estejam inviabilizando o alcance de melhores resultados. Dessa forma, conhecer os processos e alinhar as metas é um fator de sucesso para qualquer negócio.

Nosso post foi útil? Para saber mais, complemente sua leitura com o conteúdo “Gestão na construção civil”. Aproveite nosso post e boa leitura!

Banner Planilha ROI SIMOVA - concessionariasPowered by Rock Convert