Supervisionar o trabalho e incentivar a produtividade de equipes externas é, em geral, uma tarefa complicada. Os colaboradores precisam se deslocar para atender clientes e parceiros, e nem sempre é possível ter um controle preciso sobre suas atividades.

Além disso, a gestão de equipes não envolve somente a emissão de ordens de serviço. É fundamental disponibilizar ferramentas adequadas para as tarefas e ter a tecnologia como aliada, para garantir otimização e eficiência na rotina.

Somente assim é possível alcançar bons resultados e ter um nome reconhecido no mercado. Para lhe ajudar com esse alinhamento, preparamos 5 dicas especiais que, com certeza, vão ajudá-lo a gerenciar sua equipe ainda melhor. Confira!

1. Elaborar uma estratégia organizacional coerente

De nada adianta uma equipe capacitada se ela não está bem organizada. Portanto, tenha foco em organizar seus colaboradores com funções muito bem definidas, para que não aconteça nenhum tipo de confusão ou atraso na entrega das atividades.

Além disso, a atuação externa deve ficar clara para todos: metas individuais e em grupo, táticas a serem utilizadas e planejamento para um bom aproveitamento do tempo disponível são essenciais e não podem deixar qualquer dúvida. Trace metas e levante objetivos junto às equipes escolhidas, para que tudo fique claro e não haja margem para erros.

2. Usar novas tecnologias para gestão de equipes

Hoje, as chamadas tecnologias colaborativas se tornaram uma excelente alternativa para a gestão de equipes. Elas incluem softwares e plataformas que possibilitam um excelente controle de processos e o objetivo da equipe, tendo a conectividade e a agilidade como principais características.

Essas tecnologias permitem o armazenamento de dados, o compartilhamento de documentos e a delegação de atividades com apenas alguns cliques. Basta apenas que você e a equipe tenham uma conexão eficiente à Internet. Porém, não deixe os métodos tradicionais de lado. Comunicação interna e reuniões periódicas ainda são muito importantes para um bom alinhamento.

3. Buscar um software adequado às demandas da empresa

Os softwares de gerenciamento estão em alta no momento. Com um smartphone simples em mãos, é possível reorganizar demandas, elencar prioridades e comunicar qualquer imprevisto ou mudança de agenda.

O gestor passa a ter, então, visão em tempo real de todos os passos da equipe, e não precisa se deslocar ou usar o telefone para fazer qualquer tipo contato. Existem softwares para os mais diversos tipos de negócio, portanto, basta pesquisar no mercado para encontrar qual deles atende melhor sua empresa.

4. Definir planos de ação e cargo

O setor de Recursos Humanos está diretamente ligado à gestão de equipes externas. Afinal, os envolvidos nesse trabalho devem receber treinamentos e capacitações para que aprimorem seus conhecimentos e continuem desempenhando um bom trabalho na empresa.

Além disso, o trabalho externo exige muito do colaborador, e um acompanhamento próximo é essencial. As conquistas de cada um também ficam registradas para reconhecimento e os benefícios podem aumentar de acordo com o desempenho individual e conjunto, e podem resultar em uma promoção de cargo ou em novos planos de ação que explorem melhor os pontos fortes encontrados.

5. Buscar por uma liderança

Ainda que a liderança geral se concentre no gestor, buscar por uma liderança em cada equipe também pode trazer bons resultados. Esteja de olho nos talentos de cada um e, ao perceber que um líder está despontando, peça ajuda ao RH para trabalhar essa qualidade.

Com um bom treinamento, será possível dividir responsabilidades com ele muito em breve. Assim, soluções serão apresentadas mais rapidamente para empresa e cliente, melhorando o fluxo de trabalho.

Está preparado para colocar as dicas em prática e fazer com que sua gestão de equipes seja um sucesso? Para continuar mantendo sua equipe alinhada e contribuir para os bons resultados da empresa, assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como este!

Banner Planilha ROI SIMOVA - concessionariasPowered by Rock Convert